Cerca de 2.225 alunos de duas Escolas Municipais de Ensino Fundamental (EMEFs) da região do Jardim Romano, na zona leste de São Paulo, estão sem previsão para voltar a estudar por conta das chuvas que atingem a capital paulista desde dezembro do ano passado. As aulas deveriam começar nesta segunda-feira.

De acordo com a Secretaria Municipal da Educação, as escolas Mururé e Flávio Augusto Rosa ficam no Jardim Helena e não podem atender aos alunos porque estão servindo de moradia aos desabrigados pelos temporais que atingiram a região. Porém, a Prefeitura já trabalha na remoção dessas pessoas para que as aulas tenham início o mais rápido possível. A secretaria também informou que todas as aulas serão repostas e por isso os estudantes não serão prejudicados. Os moradores do Jardim Romano vivem há mais de 50 dias no meio da enchente.

Já no Centro Educacional Unificado (CEU) Três Pontes, que tinha previsão para voltar a funcionar somente no próximo dia 18 por conta dos alagamentos, as aulas para os 1.800 alunos dos ensinos infantil e fundamental terão início nesta terça-feira. A construção da passarela para facilitar a entrada dos alunos terminou antes do previsto.

Leia mais sobre: chuva - aulas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.