Chuva de granizo destelha casas no meio-oeste de Santa Catarina

A chuva de granizo que atingiu o Estado de Santa Catarina na noite de quarta-feira afetou principalmente as cidades do meio-oeste, segundo a Defesa Civil estadual. O temporal atingiu Campos Novos e Curitibanos, provocando o destelhamento de casas, a queda de árvores e interrompendo o abastecimento de energia elétrica.

Agência Estado |

Em Campos Novos, quatro bairros foram afetados: Conjunto Habitacional Integração, Nossa Senhora Aparecida, Senhor Bom Jesus e Centro. A Defesa Civil ainda não tem informações sobre o número de pessoas atingidas.

No Paraná, o temporal, seguido de vendaval e queda de granizo, atingiu pelo menos 12 municípios no Estado, provocou a morte de uma pessoa e deixou duas feridas, segundo a Defesa Civil. As cidades afetadas foram Santa Helena, Matelândia, Palotina, Medianeira, Cascavel, Diamante do Oeste, Três Barras do Paraná, Iguatu, Ampére, Cantagalo, Londrina e Ibiporã, de acordo com balanço divulgado hoje.

Desabrigados e desalojados

Um dos municípios mais atingidos pelo vendaval foi Cascavel, onde 1.500 pessoas foram afetadas. Desse total, 100 pessoas ficaram desalojadas e 20 ficaram desabrigadas. Uma pessoa ficou ferida. Segundo a Defesa Civil, o temporal provocou danos no abastecimento de água, de energia elétrica, no sistema de transporte e no sistema de comunicações da cidade.

Em Santa Helena, cerca de duas mil pessoas foram afetadas e 50 casas foram atingidas pelo vendaval. Uma pessoa morreu e outra ficou ferida. Elas estavam em um veículo que foi atingido pela queda de uma árvore.

Nas cidades de Matelândia, Cantagalo e Medianeira, o vendaval destruiu parte de quase 440 casas, deixando Matelândia sem luz. A queda de granizo atingiu 84 residências em Palotina, 50 em Diamante do Oeste e 30 em Ampére. Em Iguatu, o vendaval afetou pelo menos 900 pessoas, entre elas 400 pessoas ficaram desalojadas e outras 80 desabrigadas. A cidade também sofre com a falta de energia.

O vendaval também atingiu as cidades de Três Barras do Paraná - onde 200 residências ficaram danificadas, 10 destruídas, 600 pessoas desalojadas e 300 desabrigadas - e Londrina, onde um terço da cidade está sem luz. Cerca de 50 árvores caíram e aproximadamente 100 residências foram destelhadas.

Em Ibiporã, a forte ventania deixou cerca de 115 residências danificadas, afetando aproximadamente 200 pessoas. Por conta do temporal, a rodovia PR-862, na altura do quilômetro 12, e a Rodovia PR-090 estão parcialmente interditadas por queda de árvores.

Leia mais sobre: chuva

    Leia tudo sobre: chuvagranizosanta catarina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG