SÃO PAULO - A forte chuva que atingiu a capital paulista na madrugada desta quinta-feira provoca pontos de alagamento e complica o trânsito. Por causa do temporal, a cidade ficou em estado de atenção até as 6h50 e uma árvore caiu na avenida Dr. Arnaldo, ocupando uma faixa de cada lado da via.


Ninguém ficou ferido e o tráfego não foi prejudicado, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

AE
Árvore da avenida Dr. Arnaldo é derrubada pelo temporal em São Paulo

De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), São Paulo tem seis pontos de alagamento, todos eles, porém, transitáveis.

São eles: rua João Tibiriçá, junto à pista da Marginal do Tietê no sentido Penha; rua John Harrison, na altura do nº 411, rua Professor Luciano Prata, na altura da rua Alfonso Renaldo Gallucci; avenida Alcântara Machado, na altura da rua Figueira, sentido Bairro; avenida Celso Garcia, altura do 174, sentido Bairro e avenida Regente Feijó, próximo à avenida Salim Farah Maluf.

O deslocamento das chuvas foi rápido e durou aproximadamente uma hora. Para as próximas horas não há previsão de chuva forte para a capital e região metropolitana de São Paulo.  

Trânsito

Às 11h25, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrou 51 quilômetros de lentidão na cidade, índice considerado dentro da média para o horário.

O pior ponto está na Marginal Tietê, sentido Castello Branco, entre as pontes das Bandeiras e da Freguesia do Ó.

O motorista enfrenta congestionamento também na avenida dos Bandeirantes, sentido Marginal, do viaduto Aliomar Baleeiro até o Santo Amaro.

Leia mais sobre: chuva

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.