O número de mortos na temporada de chuvas deste verão bateu o recorde histórico em São Paulo desde que os dados começaram a ser compilados pela Defesa Civil Estadual - no total, foram 78 mortes causadas por chuvas no Estado entre 1º de dezembro de 2009 e 31 de março de 2010. O número é três vezes maior que o registrado na temporada passada (24 mortes) e 80% superior às 43 mortes de 1999/2000, marca agora superada.

Mais da metade das mortes (44) foi causada por deslizamentos - somente nos três primeiros meses deste ano, 24 morreram, metade do registrado em todo o ano de 1996, quando o número de vítimas de deslizamentos bateu recorde (48). O número de mortos nesta temporada na capital chegou a 18, quase cinco vezes maior do que o registrado no ano passado. O balanço da Defesa Civil de São Paulo, divulgado ontem, marcou o fim da Operação Verão 2009/2010.

Além dos mortos em deslizamentos, outras 21 pessoas morreram arrastadas por enchentes e 9, atingidas por raios. As chuvas deixaram também 59 feridos em todo o Estado, ante 43 na temporada passada. Um homem continua desaparecido. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.