Chuva adia passeata de funcionários da USP

SÃO PAULO - A chuva que atingiu a capital paulista nesta quarta-feira adiou a passeata programada por funcionários, professores e estudantes da Universidade de São Paulo (USP). O ato seria contra a reitora Sueli Vilela e a permanência de policiais militares no campus da universidade.

Redação com Agência Estado |

De acordo com informações da Associação dos Docentes da USP (Adusp), o Fórum das Seis está reunido na Praça da Sé, na sede da Associação dos Docentes da Unesp (Adunesp) para decidir os rumos da greve. Ainda não há data definida para a próxima passeata.

O Fórum das Seis representa os sindicatos de professores, funcionários e entidades estudantis da USP, Universidade Estadual de São Paulo (Unesp), Universidade de Campinas (Unicamp) e Ceeteps.

AE
AE
Estudante e policiais militares

Greve

Os professores e estudantes pedem a saída da PM da universidade e a reabertura de negociação salarial com a reitora Suely Vilela, interrompida no último dia 25.

Entre as principais reivindicações do grupo estão a reposição da inflação dos últimos 12 meses (estimada em 6,1%), 10% de reposição para recuperar perdas históricas e mais R$ 200 fixos. Além disso, os manifestantes pedem garantia de contratação só por concurso público, políticas de permanência estudantil e creches para filhos de funcionários e estudantes.

Funcionários da USP iniciaram a greve em 5 de maio, já os professores e alunos ingressaram no movimento há uma semana.

Confronto

Na terça-feira, policiais militares e manifestantes se confrontaram em frente à instituição. Segundo a polícia, os estudantes estavam bloqueando o acesso à universidade pelo portão 1, quando a PM chegou.

A polícia usou nove bombas de efeito moral e balas de borracha para dispersar os alunos, que responderam com pedras na direção dos policiais.

Três pessoas foram encaminhadas ao 93º Distrito Policial de São Paulo para prestar depoimento. Ao menos um estudante ficou ferido.

O objetivo da corporação, segundo a polícia, era garantir o acesso dos universitários que não aderiram à greve às aulas.

Veja imagens do confronto na USP

Leia também:

Leia mais sobre: protestos

    Leia tudo sobre: greveusp

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG