Christie Hefner vai deixar presidência da Playboy

NOVA YORK (Reuters) - Christie Hefner pretende deixar no próximo ano os cargos de chefia da Playboy Enterprises, depois de duas décadas exercendo as funções, anunciou na segunda-feira a empresa de entretenimento adulto. As ações da Playboy subiram 14 por cento no pregão matinal depois de Hefner, 56 anos, filha do fundador da Playboy, Hugh Hefner, ter dito que vai deixar seu cargo de presidente-executiva em 31 de janeiro. Ela vai continuar no conselho de direção até um novo presidente ser contratado para a Playboy, que publica uma das revistas masculinas mais conhecidas do mundo.

Reuters |

"No mês passado celebrei meu vigésimo aniversário como presidente-executiva. Do mesmo modo como este país está aderindo às mudanças sob a forma de liderança nova, decidi que é hora de fazer mudanças também em minha vida", disse Hefner em comunicado.

Como muitas outras editoras de revistas e jornais, a Playboy tem um nome de marca que é mais amplamente conhecido do que lido. A circulação vem caindo, à medida que mais pessoas em busca de entretenimento adulto e fotos mais ousadas de mulheres nuas se voltam aos sites gratuitos online.

Em outubro a empresa disse que adotaria medidas para poupar 12 milhões de dólares por ano. Entre as medidas estão a eliminação de sua produção de DVDs.

(Por Franklin Paul)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG