Chinaglia volta atrás e decide suspender sessão à tarde

O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), voltou atrás e anunciou que suspenderá a sessão de hoje da Casa às 14 horas em homenagem à ex-primeira-dama Ruth Cardoso, que morreu ontem à noite em São Paulo. Entre meio-dia e 14 horas, Chinaglia espera votar projetos definidos em acordo entre os líderes.

Agência Estado |

A suspensão da sessão foi decidida depois que o líder do PSDB, José Aníbal (SP), fez nova solicitação a Chinaglia, argumentando que o regimento permite essa homenagem.

Inicialmente, Chinaglia havia confirmado a sessão. Na reunião de hoje do colégio de líderes foram definidos os projetos que deverão ser colocados em votação. Entre eles, três que alteram o Código do Processo Penal, o projeto da Lei Geral do Turismo e o que institui o cadastro nacional de Adoção. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve decretar luto oficial pela morte de Ruth Cardoso, embora o Palácio do Planalto ainda não tenha a confirmação dessa informação.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG