O presidente da Câmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia (PT-SP), afirmou que as chances de a ministra do Turismo, Marta Suplicy, ser a candidata do PT à Prefeitura de São Paulo são de 99,999% e mais vários outros noves. O PT trabalha nesta perspectiva, afirmou, durante a festa do 1º de Maio da CUT-SP, realizada no autódromo de Interlagos.

Chinaglia pediu cautela na discussão sobre quem seria o vice da chapa de Marta, mas reconheceu que há "uma boa possibilidade de ser a ex-prefeita da capital Luiza Erundina". "A Erundina é naturalmente um nome forte, pela sua trajetória e até pelas pesquisas", destacou o petista. Segundo ele, o PT busca formar um "arco de alianças". "A própria Marta disse que prefere uma aliança com vários partidos", declarou. Ele ressaltou, entretanto, que uma "aliança não é um ato unilateral" e que o partido precisa aguardar as posições de outras legendas.

Marta compareceu à festa da CUT-SP de comemoração do Dia do Trabalho, em Interlagos, mas não falou com a imprensa. Mais cedo, a ex-prefeita foi vaiada ao ter sua presença anunciada no evento promovido pela Força Sindical, na praça Campo de Bagatelle, zona norte da cidade, mas acabou sendo aplaudida ao final de seu discurso de cinco minutos, no qual exaltou realizações do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na área econômica e ressaltou a origem humilde e o passado de trabalhador dele.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.