O presidente e relator da comissão do pré-sal, deputado Arlindo Chinaglia (PT/SP), foi categórico hoje ao afirmar que será o pré-sal que vai definir a eleição presidencial de 2010. Se eu estivesse na oposição, gostaria de resolver isso agora para não estender esta questão, disse em apresentação durante seminário sobre pré-sal organizado pela Firjan.

Para ele, a oposição deveria utilizar o Congresso para debater as propostas no momento. Segundo Chinaglia, os projetos deverão ser encaminhados para o Congresso após aprovação na comissão até o dia 10 de novembro.

Além das audiências públicas, serão realizadas reuniões fechadas com representantes de agentes econômicos envolvidos, como o Instituto Brasileiro de Petróleo (IBP), visando dar maior agilidade ao processo.

Chinaglia também defendeu que não se discuta royalties neste momento. "Seria contaminar a votação do projeto com aspectos políticos", comentou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.