Chinaglia cria comissão especial da reforma tributária

Ainda sem definição quanto aos nomes do presidente e do relator, o presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), criou hoje a comissão especial que analisará o projeto de reforma tributária. A comissão terá 23 titulares e 23 suplentes.

Agência Estado |

Os líderes terão até a próxima semana para indicar os representantes e só depois disso o grupo será instalado. As negociações caminham para que os deputados Antonio Palocci (PT-SP) e Sandro Mabel (PR-GO) ocupem os cargos.

Mabel seria o relator, como tem insistido o PR, e Palocci, o presidente. O PMDB, que indicou o deputado Edinho Bez (SC) para a presidência, deverá recuar depois da pressão do PR e do PT. Nessa negociação, os partidos que apóiam o deputado do PR de Goiás (PR, PP e PTB) e o PT que defende Palocci põem no jogo um eventual rompimento no acordo para eleger em 2007 o presidente nacional do PMDB, deputado Michel Temer (SP), para a presidência da Casa, em substituição a Chinaglia.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG