Chinaglia: Câmara votará verbas para saúde em maio

O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), afirmou hoje que em maio vai incluir na pauta o projeto de regulamentação da emenda 29, que obriga a União a gastar mais recursos na saúde e já foi aprovado pelo Senado. O deputado lembrou que setores do governo estariam alertando para a necessidade de indicar fontes de receitas, uma vez que a lei de responsabilidade fiscal exige a definição de receita mediante a criação de novas despesas.

Agência Estado |

O projeto de autoria do senador petista Tião Viana (AC), já aprovado no Senado, não aponta de onde virão os recursos.

Em relação aos outros dois projetos aprovados pelo Senado, de autoria do senador Paulo Paim (PT-RS), que estabelecem o fim do fator previdenciário e a vinculação do reajuste dos aposentados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) ao aumento do salário mínimo, Chinaglia prefere não fazer previsões. "Foram projetos aprovados pela oposição e a base aliada no Senado e vamos examiná-los depois", disse o petista. A oposição na Câmara já se pronunciou favoravelmente às propostas e pretende forçar o PT a aprovar as medidas às vésperas das eleições municipais.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG