Governo volta atrás e repõe R$ 2 bilhões em emendas para deputados" / Governo volta atrás e repõe R$ 2 bilhões em emendas para deputados" /

Chinaglia anuncia estudo para reajustar verba de gabinete de deputados

BRASÍLIA - O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia, informou nesta quinta-feira aos integrantes da Mesa Diretora que solicitou à assessoria técnica da Casa um estudo comparativo para identificar o último reajuste concedido à verba de gabinete, assim como os últimos reajustes salariais dados aos servidores do Legislativo, do Executivo e do Judiciário. O presidente afirmou que pretende não apenas repor as perdas com a inflação, mas também conceder um aumento real. http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/04/10/governo_volta_atras_e_repoe_r_2_bilhoes_em_emendas_para_deputados_1267418.html target=_topGoverno volta atrás e repõe R$ 2 bilhões em emendas para deputados

Redação com Agência Câmara |

Você concorda com o reajuste nas verbas de gabinete da Câmara?
Sim. R$ 50 mil é insuficiente para manter a equipe dos deputados

Não. Deveriam "reduzir os gastos" da Casa



A consulta é realizada somente entre internautas e não tem valor de amostragem científica

O estudo, segundo Chinaglia, servirá para subsidiar um reajuste à verba que é utilizada para a contratação de assessores. Cada deputado recebe, atualmente, R$ 50.815,62 por mês a título de verba de gabinete, conforme estabelecido por ato da Mesa Diretora em 2005.

Aumento real
Arlindo Chinaglia disse que, depois de pronto o estudo, deverá deliberar com a Mesa Diretora da Câmara o valor da recomposição. O presidente adiantou que já informou à Mesa que deverá levar o estudo para a reunião da próxima semana. "Se nós deliberarmos, eu vou anunciar, da cadeira do presidente, qual é o reajuste. Antecipo que vai haver a reposição de inflação, e pretendemos também dar um aumento real para esses funcionários."

Leia mais sobre: Câmara

    Leia tudo sobre: câmara

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG