Chinaglia afirma ser contra terceiro mandato

BRASÍLIA - O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), defendeu nesta terça-feira o fim da reeleição para cargos do Executivo e disse ser contra um terceiro mandato para o presidente da República. Sempre fui contra o instituto da reeleição. Se dependesse da minha vontade, não haveria sequer reeleição para cargos executivos, ressaltou.

Agência Câmara |


Ao comentar as notícias divulgadas pela imprensa nos últimos dias sobre um possível terceiro mandato para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Chinaglia falou que o assunto não está na pauta da Câmara.

"Essa não é uma matéria que está no horizonte hoje. Não vejo nenhum clima para neste momento, eu diria neste ano, tratar de qualquer assunto que diga respeito a acabar com a reeleição ou até mesmo para analisar essa hipotética proposta de se prorrogar ou de se fazer plebiscito sobre um eventualíssimo terceiro mandato. Acho que isso não está na ordem do dia aqui", afirmou.

Proposta do colega petista

Chinaglia também comentou a proposta de emenda à Constituição (PEC) que o deputado Devanir Ribeiro (PT-SP) pretende apresentar nesta quarta-feira sobre reeleição, que permitiria a Lula ficar na Presidência por mais um mandato.

"Não sei nem se vai a voto, até porque existem várias outras iniciativas sobre o mesmo assunto e a maioria delas trata exatamente de acabar com o instituto da reeleição."

O presidente da Câmara afirmou que desconhece o teor do texto a ser apresentado, mas ressaltou que ouviu de Devanir Ribeiro que ele defende o fim da reeleição e a adoção de um único mandato de 5 anos.

Leia mais sobre: reeleição - terceiro mandato

    Leia tudo sobre: terceiro mandato

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG