Chega a 65 número de mortos em SC, diz Defesa Civil

Durante o dia de ontem, os números da tragédia em Santa Catarina não pararam de subir. Em 24 horas, as mortes em decorrência da chuva aumentaram em mais de 200% e o número de desabrigados e desalojados ficou 175% maior.

Agência Estado |

Até as 23 horas, a Defesa Civil Estadual confirmava 65 mortos, cerca de 30 desaparecidos, 8 cidades isoladas e 44.151 pessoas sem casas. Ao todo, 44 municípios do Estado enfrentaram problemas de alagamento ou deslizamento e a estimativa é de que 1,5 milhão de pessoas tenham sido afetadas pelo excesso de chuva, entre desabrigados, ilhados, vítimas de falta d’água, luz, gás ou mesmo condução.

Os prefeitos de Gaspar, Rio dos Cedros, Nova Trento e Camboriú decretaram estado de calamidade pública. Autoridades de Brusque, Ilhota e Tijucas já sinalizaram que vão seguir a mesma determinação. O prefeito de Blumenau, João Paulo Kleinübing, definiu já na noite de domingo o estado de calamidade. O governador de Santa Catarina, Luiz Henrique da Silveira, decretou situação de emergência em todo o Estado e destacou que se enfrenta a pior tragédia climática da história catarinense. Em 1983, as chuvas no Estado deixaram 49 mortos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG