Chávez pede agilidade à Justiça para investigar Globovision

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, pediu aos representantes da Justiça que atuem com agilidade e valentia para concluir suas investigações contra a rede de TV privada Globovision.

AFP |

"Faça o que tiver que fazer", declarou Chávez ao ministro venezuelano das Infraestruturas, Diosdado Cabello, que também dirige a Conatel, o órgão encarregado das telecomunicações.

O presidente também pediu à procuradora geral, Luisa Ortega, e à presidente do Supremo Tribunal, Luisa Estella Morales, que "cumpram com suas obrigações para com o povo".

"É para isso que estão aqui. Se não quiserem fazer seu trabalho, renunciem, e deixem pessoas com coragem assumirem seus cargos", pressionou Chávez, no início de seu programa semanal "Alô Presidente", que por ocasião de seu 10º aniversário durará quatro dias seguidos.

O dirigente venezuelano até ameaçou, se for necessário, cuidar pessoalmente do caso para "suprir as deficiências" da Justiça.

"Onde já se viu uma pessoa chegar a um programa de TV e dizer que o presidente vai acabar enforcado como Benito Mussolini? Isso é um crime", indignou-se, referindo-se ao comentário feito há alguns meses por um entrevistado.

O Ministério Público venezuelano anunciou nesta quinta-feira que denunciará o presidente da Globovision, Guillermo Zuloaga, pela "posse irregular" de 24 veículos em uma de suas propriedades.

Zuloaga, que deverá comparecer ao Ministério Público no dia 4 de junho, anunciou que empreenderá ações legais contra "todos esses funcionários que se dedicam a insultar e acusar sem nenhuma base ou fundamento".

Hugo Chávez vem elevando, há várias semanas, o tom contra a Globovision, uma rede privada que costuma criticar suas políticas. Ele lembrou a seus proprietários, que qualificou de "terroristas", que cabe ao Estado conceder ou retirar as autorizações de transmissão.

Em 2007, Chávez não renovou a concessão da rede privada RCTV, que se mudou para Miami (Flórida, sudeste dos EUA).

bl/yw/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG