Chás podem prejudicar tratamento de soropositivos, diz médico

Os portadores do vírus HIV devem tomar cuidado com chás e ervas medicinais, pois eles podem interferir negativamente no tratamento de soropositivos. O alerta é feito pelo Centro de Referência e Treinamento DST/Aids-SP, órgão da Secretaria de Estado da Saúde.

Agência Estado |

Substâncias como o boldo do Chile, guaraná, erva mate e chá preto podem aumentar os efeitos neuropsiquiátricos do Efavirenz, diz o infectologista José Valdez Ramalho Madruga, direito do centro.

A substância ativa da erva de São João acelera o metabolismo dos medicamentos no fígado, diminuindo o nível dos mesmos no sangue e, consequentemente, reduzindo sua eficácia, diz Madruga. Já as cápsulas de alho podem reduzir a absorção de inibidores de protease, como o Amprenavir e o Atazanavir, entre outros. “Mas é preciso deixar claro que o consumo moderado de alho como tempero na culinária cotidiana não é nocivo aos pacientes”, pondera o infectologista. Apesar de naturais, o consumo dessas substâncias devem ser apenas sob orientação médica, diz Madruga.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG