PARIS (Reuters) - O ministro das Relações Exteriores da França, Bernard Kouchner, virá ao Brasil para assistir às cerimônias em homenagem às vítimas brasileiras do vôo 447 da Air France entre Rio e Paris, anunciou na quarta-feira o porta-voz do governo francês, Luc Chatel. O presidente da República pediu a Bernard Kouchner que viaje ao Brasil para participar das cerimônias de homenagem às vítimas brasileiras, que vão acontecer nos próximos dias, disse Chatel, transmitindo as decisões do conselho de ministros.

O desaparecimento e provável destruição do Airbus A330 da Air France com 228 pessoas a bordo foram tratados no conselho pelo presidente Nicolas Sarkozy, que "transmitiu seu pesar ... e pediu a Kouchner que, em nome da nação francesa, preste homenagem às vítimas dessa tragédia", indicou o porta-voz.

As bandeiras dos edifícios públicos franceses foram hasteadas a meio-pau na quarta-feira, em sinal de luto. O chefe de Estado, o primeiro-ministro François Fillon e vários ministros vão assistir à tarde a uma missa ecumênica que terá lugar na catedral Notre Dame de Paris.

Luc Chatel declarou que o acompanhamento e atendimento às famílias dos passageiros vem sendo a prioridade do governo, que se ofereceu para levar familiares dos passageiros ao local da tragédia.

Nicolas Sarkozy deve dar detalhes sobre as modalidades desse deslocamento quando receber as famílias das vítimas, em princípio na próxima segunda-feira, acrescentou o porta-voz.

No Brasil, foi decretado luto de três dias pelo presidente em exercício, José Alencar.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.