RIO DE JANEIRO (Reuters) - O presidente do Conselho de Administração da ThyssenKrupp Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA), Erich Heine, estava a bordo do voo desaparecido da Air France, disse uma fonte da empresa nesta segunda-feira. O voo AF 447, que fazia o trajeto do Rio de Janeiro a Paris, desapareceu com 228 pessoas a bordo. A aeronave, um Airbus A 330-200, deixou o Rio às 19h de domingo e tinha previsão de chegar à capital francesa às 6h15 (de Brasília) desta segunda-feira, segundo a empresa.

A CSA é uma joint-venture de 4,5 bilhões de euros entre a ThyssenKrupp e a Vale. A siderúrgica deve iniciar a produção em dezembro. A alemã ThyssenKrupp controla 90 por cento do negócio e a Vale detém participação de 10 por cento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.