CGU: junho teve 43 servidores expulsos por corrupção

Só no mês de junho foram expulsos 43 servidores da administração pública federal envolvidos em atos de corrupção, o que representa 20% do total de funcionários desligados no ano, apontou hoje levantamento divulgado pela Controladoria-Geral da União (CGU). O total de expulsões registradas no mês passado foi o maior observado no ano.

Agência Estado |

No acumulado dos primeiros seis meses do ano, as expulsões chegaram a 210, resultado apenas inferior, desde 2003, ao observado no primeiro semestre de 2007, que chegou a 246. Esses números não incluem as empresas estatais, mas apenas órgãos da administração direta, autarquias e fundações públicas.

As expulsões consideradas pela CGU abrangem demissões, destituições de cargo ou função e cassações de aposentadorias. O resultado não indica, contudo, o aumento da corrupção no setor público. De acordo com o ministro-chefe da CGU, Jorge Hage, o aumento no número de expulsões é reflexo de uma maior eficácia do sistema de corregedoria do governo federal. "Estamos apurando mais e descobrindo novos casos. Antes era bem difícil encontrar a abertura de um processo administrativo ou de uma sindicância", justificou.

O levamento da CGU também apurou o número de funcionários expulsos do setor público nos últimos anos. De 2003 até o mês passado, foram 2.179 servidores. Questões relacionadas a improbidade administrativa - uso do cargo em proveito pessoal e o recebimento de propina - corresponderam a cerca de 70% das penalidades aplicadas (1.524). Os outros 30% são funcionários que agiram com indisciplina ou tiveram conduta não condizente com o seu cargo.

Para o ministro-chefe da CGU a aplicação dessas penalidades é a opção mais rápida e eficaz de evitar a impunidade. "Se fôssemos esperar pela aplicação das sanções pela via judicial, teríamos de aguardar por anos a fio, pois os processos civis e criminais no Brasil nunca terminam", criticou o ministro, que culpou a burocracia pela lentidão no Judiciário.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG