CGU: Gautama causou prejuízo de R$ 153 mi para União

A Controladoria Geral da União (CGU) concluiu as auditorias realizadas em contratos de obras executadas pela Construtora Gautama com utilização de recursos federais. Os estudos apontaram prejuízos de R$ 153,2 milhões, em valores históricos.

Agência Estado |

Foram analisados 21 convênios e contratos firmados para a realização de obras em vários Estados. Para as obras auditadas, o volume de recursos liberados chegou ao total de R$ 420,3 milhões, o que significa dizer que os prejuízos representaram aproximadamente 36,5% dos recursos liberados.

As auditorias da CGU serviram de subsídio para as denúncias feitas pelo Ministério Público, a partir da chamada Operação Navalha, desencadeada pela Polícia Federal. Os auditores da CGU constataram que eram aprovados convênios sem o detalhamento necessário.

Entre as obras da Gautama auditadas pela CGU estão a duplicação do sistema adutor do Rio São Francisco (Sergipe); ampliação do sistema de abastecimento de água do Rio Pratagy (Alagoas); Barragem do Rio Preto (Distrito Federal); Canal Adutor Serra da Batateira (Bahia); projeto de irrigação para o Assentamento de Três Barras (Goiás) e a execução do Programa Luz Para Todos (Piauí).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG