s - Brasil - iG" /

Cézanne, Klimt e Giacometti são destaques em leilão da Sotheby s

LONDRES ¿ Pinturas de Paul Cézanne e Gustav Klimt, ao lado de um bronze raro do escultor italiano Alberto Giacometti, serão os destaques de um leilão da Sothebys em Londres em fevereiro.

Reuters |

Reuters

Trabalhadores carregam tela de Cézanne que pode arrecadar até US$ 24 milhões

A casa internacional de leilões disse que seu Leilão Noturno de Arte Impressionista e Moderna, em 3 de fevereiro, será o primeiro do tipo realizado em Londres a incluir três obras estimadas em mais de 10 milhões de libras (16,11 milhões de dólares) cada.

O leilão também terá pinturas de Henri Matisse, Rene Magritte e Joan Miró, entre outros, e as esculturas oferecidas vão incluir dois trabalhos de Henry Moore.

Melanie Clore, co-presidente do Departamento Mundial de Arte Impressionista e Moderna da Sotheby's, disse que peças como essas despertam uma paixão inexplicável nos colecionadores de arte inveterados. "É como se apaixonar", disse ele. "Não há nada de racional nisso".

A natureza-morta "Pichet et fruits sur une table", pintada em 1893-94, teve seu valor estimado em entre 10 e 15 milhões de libras e data do período em que a maestria de Cézanne no gênero natureza-morta estava no auge.

A Sotheby's estimou "Kirche in Cassone (Landschaft mit Zypressen)" (Igreja em Cassone-Paisagem com Ciprestes) em entre 12 e 18 milhões de libras. Pintado em 1913, é o único exemplar sobrevivente dos trabalhos em que o artista retratou o lago Garda, na Itália.

A tela já pertenceu ao magnata de ferro e colecionador austro-húngaro Viktor Zuckerkandl (1851-1927) e sua mulher Paula, tendo desaparecido em Viena no período nazista e voltado à tona algumas décadas mais tarde.

Está sendo oferecida à venda agora após um acordo entre o sobrinho-neto, de 81 anos, do proprietário original e o colecionador particular europeu com cuja família a pintura se encontra há vários anos.

A venda do bronze "L'Homme qui marche I" será a primeira vez em que uma escultura de Giacometti desse tamanho é posta em leilão em mais de 20 anos, segundo a Sotheby's, que estimou seu valor em mais de 12 milhões de libras.

"Femme couchée", de Matisse, estimado em entre 3,5 e 5,5 milhões de libras, é um magnífico exemplar do tema favorito do artista ¿ uma mulher deitada em um interior ¿ e guarda relação estreita com sua célebre série Odalisques, dos anos 1920, disse a casa de leilões.

Patrick Legant, diretor do Departamento de Arte Impressionista e Moderna da Sotheby's, disse que é raro e recompensador ter a oportunidade de vender algo tão raro. "É um pouco triste ver essas obras partirem, mas é um privilégio poder cuidar delas por algum tempo", disse ele.

Leia mais sobre: leilões

    Leia tudo sobre: cézanneleilões

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG