LONDRES ¿ Pinturas de Paul Cézanne e Gustav Klimt, ao lado de um bronze raro do escultor italiano Alberto Giacometti, serão os destaques de um leilão da Sothebys em Londres em fevereiro.

Reuters

Trabalhadores carregam tela de Cézanne que pode arrecadar até US$ 24 milhões

A casa internacional de leilões disse que seu Leilão Noturno de Arte Impressionista e Moderna, em 3 de fevereiro, será o primeiro do tipo realizado em Londres a incluir três obras estimadas em mais de 10 milhões de libras (16,11 milhões de dólares) cada.

O leilão também terá pinturas de Henri Matisse, Rene Magritte e Joan Miró, entre outros, e as esculturas oferecidas vão incluir dois trabalhos de Henry Moore.

Melanie Clore, co-presidente do Departamento Mundial de Arte Impressionista e Moderna da Sotheby's, disse que peças como essas despertam uma paixão inexplicável nos colecionadores de arte inveterados. "É como se apaixonar", disse ele. "Não há nada de racional nisso".

A natureza-morta "Pichet et fruits sur une table", pintada em 1893-94, teve seu valor estimado em entre 10 e 15 milhões de libras e data do período em que a maestria de Cézanne no gênero natureza-morta estava no auge.

A Sotheby's estimou "Kirche in Cassone (Landschaft mit Zypressen)" (Igreja em Cassone-Paisagem com Ciprestes) em entre 12 e 18 milhões de libras. Pintado em 1913, é o único exemplar sobrevivente dos trabalhos em que o artista retratou o lago Garda, na Itália.

A tela já pertenceu ao magnata de ferro e colecionador austro-húngaro Viktor Zuckerkandl (1851-1927) e sua mulher Paula, tendo desaparecido em Viena no período nazista e voltado à tona algumas décadas mais tarde.

Está sendo oferecida à venda agora após um acordo entre o sobrinho-neto, de 81 anos, do proprietário original e o colecionador particular europeu com cuja família a pintura se encontra há vários anos.

A venda do bronze "L'Homme qui marche I" será a primeira vez em que uma escultura de Giacometti desse tamanho é posta em leilão em mais de 20 anos, segundo a Sotheby's, que estimou seu valor em mais de 12 milhões de libras.

"Femme couchée", de Matisse, estimado em entre 3,5 e 5,5 milhões de libras, é um magnífico exemplar do tema favorito do artista ¿ uma mulher deitada em um interior ¿ e guarda relação estreita com sua célebre série Odalisques, dos anos 1920, disse a casa de leilões.

Patrick Legant, diretor do Departamento de Arte Impressionista e Moderna da Sotheby's, disse que é raro e recompensador ter a oportunidade de vender algo tão raro. "É um pouco triste ver essas obras partirem, mas é um privilégio poder cuidar delas por algum tempo", disse ele.

Leia mais sobre: leilões

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.