Cetesb trocou só 9 das 155 bandeiras das praias de SP

Seis meses depois de anunciar que até o fim de 2008 todas as bandeirinhas que indicam as condições de balneabilidade das praias paulistas seriam substituídas por modernos totens luminosos, a Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) trocou apenas 9 das 155 bandeiras prometidas. Na data do lançamento, em 4 de junho, o novo sistema foi adotado em seis locais: em Pitangueiras, no Guarujá, e nas principais praias de Itanhaém, Mongaguá, Ilha Comprida e Iguape.

Agência Estado |

Em 15 de agosto, foi a vez das Praias de Maresias, em São Sebastião; Martin Sá, em Caraguatatuba, e Praia Grande, em Ubatuba, serem contempladas, mas a partir daí nenhuma outra troca foi efetuada. O projeto previa que os totens substituíssem as tradicionais bandeiras verdes ou vermelhas fincadas nas 134 praias monitoradas. Quando o programa foi lançado, o Diretor de Engenharia, Tecnologia e Qualidade Ambiental da Cetesb, Marcelo Minelli, destacou que o sistema eletrônico reduziria o tempo gasto pelos funcionários que substituem as bandeiras em até 30%, desonerando assim a Secretaria Estadual do Meio Ambiente.

Orçado em R$ 1,5 milhão, o projeto seria inteiramente custeado pela Via Única Sinalizações, única empresa a apresentar uma proposta para a Cetesb, após a publicação de convocação de interessadas no Diário Oficial, no início do ano. A ideia era bancar os equipamentos com a venda de espaço publicitário nos próprios totens. No entanto, segundo a Cetesb, a Via Única estaria tendo dificuldades para obter anunciantes interessados. Representantes da empresa não foram encontrados pela reportagem. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG