CET reduz tempo de remoção de caminhão parado em SP

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) reduziu para menos da metade o prazo para que as empresas de remoção de caminhões parados nas vias cheguem até o local do incidente. O serviço é uma das medidas anunciadas no início deste mês para reduzir o impacto negativo no trânsito de ocorrências como o tombamento de um veículo de carga.

Agência Estado |

No final de outubro, um evento desse tipo interditou a Marginal do Tietê por 14 horas.

O credenciamento das empresas interessadas começou nesta semana e é permanente. A idéia da CET é ter, espalhados pela cidade, caminhões-pipa, basculantes, guinchos, guindastes e minicarregadeiras cadastradas para atuar nas ocorrências. Os serviços devem ser disponibilizados 24 horas por dia.

Após um aviso, a equipe cadastrada terá 30 minutos para chegar ao local quando o acidente for dentro da área onde vigora o rodízio. Fora, o prazo máximo é de 45 minutos. Os intervalos determinados anteriormente eram de 75 e 120 minutos, respectivamente. As informações são do Jornal da Tarde .

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG