Cesar Maia tem 15 dias para se defender de improbidade

Os dez acusados de improbidade administrativa pela construção da Cidade da Música, entre eles o ex-prefeito Cesar Maia e o ex-secretário municipal de Obras Eider Dantas, têm 15 dias para entregarem sua defesa à Justiça. O prazo foi estabelecido hoje pela juíza Valéria Pachá Bichara, da 10ª Vara da Fazenda Pública do Rio, um dia após o Ministério Público (MP) propor a ação civil pública.

Agência Estado |

O MP alega que a obra da Cidade da Música, na Barra da Tijuca, zona sul do Rio de Janeiro, foi iniciada sem a estimativa do seu custo final. Até o momento, o projeto já consumiu R$ 490.428.172,18. O ministério quer que os acusados sejam condenados a devolver R$ 1 bilhão ao fisco. Esse valor inclui o dano moral coletivo, as multas previstas pela Lei de Improbidade Administrativa e o gasto com a inauguração, considerado ilegal pelo MP.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG