Parceria da Casa da Moeda do Brasil com Conselho Nacional de Justiça visa evitar fraudes nos documentos

A partir desta quarta-feira, certidões de nascimento, casamento e óbito no Brasil serão confeccionadas em papel especial com marca d'água e microletras. Além disso, a impressão dos documentos será feita pelo mesmo processo das cédulas de dinheiro, o que aumenta a segurança contra falsificações.

Modelo de certidão de casamento que foi divulgada pelo Ministério da Justiça em dezembro do ano passado
Agência Brasil
Modelo de certidão de casamento que foi divulgada pelo Ministério da Justiça em dezembro do ano passado
A padronização será possível depois de uma parceria da Casa da Moeda do Brasil com a Corregedoria do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Ministério da Justiça. Os funcionários dos cartórios de todo o País passarão por cursos de capacitação e a instituição receberá um kit com computador, sistema de impressão para a emitir documentos e uma certificação digital da Casa da Moeda. O objetivo é unificar todos as certidões do País e evitar a falsificação.

O formulário para preenchimento das certidões que sairá da Casa da Moeda será único e terá uma numeração. Os cartórios definem a finalidade do formulário e a numeração, que também serão controlados pelo Ministério da Justiça e CNJ.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.