Cerca de 600 presos são transferidos da Polinter no Rio

Cerca de 600 presos que estavam custodiados na Divisão de Captura (DVC) da Polícia Interestadual (Polinter) do Rio de Janeiro estão sendo transferidos hoje para penitenciárias, segundo informações da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap). Esta é a maior remoção de presos já realizada pela pasta de uma só vez.

Agência Estado |

A medida é resultado dos entendimentos que vêm sendo mantidos entre a Seap e a Polícia Civil para reduzir a superlotação das carceragens - a transferência deve liberar para a polícia 430 vagas.

Dos 600 presos que serão transferidos, 133 são recapturados que se encontravam no local. O presídio Ary Franco, no bairro de Água Santa, receberá o maior contingente - 240 presos. Os internos remanescentes da Polinter serão encaminhados para diversas unidades além do Ary Franco. Eles seguirão para as cadeias públicas Jorge Santana, Paulo Roberto Rocha, Pedro Melo e Cotrin Neto, em Japeri; e Romeiro Neto, em Magé.

Para o secretário de Administração Penitenciária, Cesar Rubens Monteiro de Carvalho, a transferência evidencia a unidade das instituições envolvidas e ainda o esforço do governo do Estado em solucionar o problema da superpopulação carcerária. "Esta transferência é um marco. Temos nos esforçado para conseguir solucionar essa questão de forma definitiva e o mais rápido possível", afirmou.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG