SÃO PAULO - Cerca de 5.000 pessoas protestaram hoje no centro de São Paulo para pedir o fim da ofensiva de Israel na Faixa de Gaza, informaram organizações islâmicas.


A marcha, que segundo a Polícia contou com 1.000 participantes e causou pequenos distúrbios na Avenida Paulista, partiu do Museu de Arte de São Paulo e chegou ao Parque do Ibirapuera.

NELSON ANTOINE/FOTO ARENA/AE
Manifestantes protestam contra a ofesiva de Israel em Gaza

Já a União Nacional das Entidades Islâmicas (UNI) afirmou que o número de protestantes seria de aproximadamente 2.000 pessoas neste "ato público a favor do povo palestino".

O objetivo principal foi repudiar a falta de ações efetivas da ONU, dos Estados Unidos e de países árabes "ante os atos promovidos por Israel desde o dia 24 de dezembro", declarou a UNI.

"A marcha ocorreu sem nenhum tipo de incidentes, foi muito grande e muitas pessoas foram se juntando", declarou o porta-voz da UNI, Omar Abdel, em declarações telefônicas à Agência Efe.

Ao protesto se uniram representantes de partidos políticos, organizações civis e de movimentos sociais.


Espanha também protesta contra Israel; veja vídeo



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.