VIENA, 3 ABR (ANSA) - Herbert von Karajan, maestro austríaco nascido em Salzburgo em 5 de abril de 1908, terá o centenário de seu nascimento especialmente celebrado na Áustria, onde sua presença é quase tão marcante quanto a do também austríaco Mozart.

Karajan, que já foi tema de artigos, biografias e documentários, é conhecido não só por seu grande talento como maestro, mas por sua personalidade e sua lendária obsessão em imortalizar em gravações e filmagens toda sua obra musical, desenvolvida por mais de 50 anos.  

O maestro austríaco ficou conhecido por seu envolvimento com o nazismo na juventude, mas foi absolvido pelo ex-chanceler alemão Helmut Schimdt, grande amigo e admirador de Karajan, que disse que o mesmo "nunca foi um nazista, era só, como tantos alemães e austríacos de então, um seguidor". 

Polêmica de lado, Karajan deixou uma importante marca na música clássica, atuando por 34 anos como maestro da orquestra filarmônica de Berlim, da qual se demitiu em 1989, e diretor artístico da Ópera Estadual de Viena, de 1957 a 1964, cargo que também deixou por desavenças pessoais. 

Karajan morreu em 16 de julho de 1989, aos 81 anos, em sua casa em Anif, vizinho a Salzburgo. (ANSA)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.