Censo de 2010 começa em agosto e custará R$ 1,67 bilhão

O Censo de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) terá um custo total de R$ 1,67 bilhão, somando-se os gastos feitos com o planejamento, a coleta de informações e o processamento dos dados. Pelo menos 70% desse valor serão gastos com os 230 mil trabalhadores envolvidos no processo. A informação foi divulgada nesta sexta-feira durante entrevista coletiva à imprensa.

iG São Paulo com Agência Brasil |

O trabalho de coleta começa em 1° de agosto, depois de um rápido treinamento com os trabalhadores. A expectativa é que a coleta seja encerrada até outubro e os primeiros resultados já sejam divulgados em dezembro deste ano.

Segundo o diretor executivo do IBGE, Sergio Cortes, os primeiros dados divulgados serão sobre as populações de homens e mulheres e a quantidade de pessoas que moram em meio urbano e em meio rural, por município.

Os resultados serão gradativamente apresentados nos meses seguintes até, pelo menos, dezembro de 2011. Segundo Cortes, o Censo, realizado de dez em dez anos, é o retrato mais completo da população brasileira, uma vez que os questionários envolvem várias perguntas.

Nós já vamos poder conhecer, no final de 2010 e a partir de 2011, quem somos, como vivemos, um raio x perfeito. Ele destacou que os dados vão ajudar os governos a traçar políticas públicas nas áreas de saúde e educação, entre outras. Mas também vai identificar, para o setor privado, novas oportunidades, disse Cortes.

Neste ano, segundo o IBGE, haverá novidades no questionário a ser respondido pelos cidadãos. Além dos itens que já constavam no Censo de 2000, como as perguntas pessoais sobre os moradores e as condições físicas do domicílio, haverá questionamentos específicos sobre brasileiros que emigraram e sobre as línguas indígenas. Na seção sobre os eletrônicos existentes no domicílio, haverá perguntas sobre o uso de aparelho de celular e o acesso à internet.

192 mil vagas

O processo para a seleção das 192 mil pessoas que trabalharão na coleta de dados do Censo de 2010 foi aberto nesta sexta-feira. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as inscrições vão até o dia 19 de março nos postos de inscrição e até 4 de abril pela internet.

A seleção será feita através de uma prova objetiva no dia 30 de maio. Eles passarão por um treinamento em julho deste ano e começam a fazer a coleta de dados em 1º de agosto. A previsão é que o trabalho dure três meses, já que o IBGE espera ter concluído toda a coleta até outubro.

Para o processo seletivo, o candidato escolherá a área que pretende trabalhar. No caso do Rio de Janeiro, por exemplo, há vagas específicas para comunidades carentes, como a Rocinha e o Complexo do Alemão. Caso seja aprovado no concurso, cada recenseador ficará responsável por uma determinada região, chamada de setor censitário, composto em média por 300 domicílios.

A remuneração do recenseador variará de acordo com o trabalho executado. Ao concluir um setor censitário, o recenseador será pago com um valor entre R$ 800 e R$ 1.600, dependendo da dificuldade de coleta da área.

Se o trabalho for executado de forma rápida, um mesmo recenseador pode ficar responsável por uma nova área censitária, através da qual ele poderá receber mais uma remuneração de até R$ 1.600.

Segundo o diretor-executivo do IBGE, Sergio Cortes, para concorrer às vagas é preciso ter apenas o ensino fundamental (antigo 1º grau) completo. Mas ele acredita que mesmo pessoas que estejam cursando o ensino superior deverão se interessar pela oportunidade.

Nas grandes cidades, imagino que essas pessoas serão universitários. É uma grande oportunidade para todos os jovens que queiram ou ter seu primeiro emprego ou queiram complementar sua renda", disse. "Mas acreditamos que será uma operação que terá interesse de muitas pessoas não só nos grandes municípios, como nos pequenos municípios e nas áreas rurais.

Os recenseadores serão identificados com crachás, coletes e com sua própria identidade. No trabalho, eles usarão uma espécie de computador de mão, onde irão inserir os dados coletados nas entrevistas do censo.

Leia mais sobre: Censo 2010

    Leia tudo sobre: censo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG