Cemitério pagará R$ 60 mil por sumiço de corpo em MG

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) condenou uma empresa de administração de cemitério de Governador Valadares a pagar R$ 60 mil de indenização por danos morais aos filhos de uma mulher, após o corpo da mãe deles desaparecer do túmulo. A família adquiriu o jazigo quando a mãe morreu, em janeiro de 1997.

Agência Estado |

Em abril de 2003, o pai deles também faleceu e, ao ser enterrado, os parentes perceberam que o corpo da mãe não estava lá. No lugar havia os restos mortais de um homem.

Várias testemunhas, incluindo funcionários do cemitério, confirmaram que, na reabertura do túmulo, encontraram uma calça e meias masculinas junto à ossada. De acordo com o Tribunal, a empresa administradora do cemitério não soube informar o que havia acontecido e alegou que não era possível comprovar que os corpos teriam sido trocados. Mas para os desembargadores da 11ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça ficou comprovado o sumiço do corpo da mulher e que a responsabilidade era da administradora do cemitério.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG