Cedae encontra ligação clandestina em lava a jato no Rio

Técnicos da Assessoria de Segurança Empresarial da Nova Cedae e policiais da Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados (DDSD) encontraram, nesta terça-feira, uma ligação clandestina, conhecida como ¿gato¿, que abastecia ao Centro Automotivo Lava a Jato Mister M, na Estrada do Tindiba, no Largo do Pechincha, em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio.

Redação |

Durante a operação, batizada como Gato a Jato, foi encontrada uma ligação clandestina de três quartos de polegada de diâmetro que fornecia água ilegalmente à loja, que lava uma média de 40 veículos por dia. Além disso, o estabelecimento comercial oferecia serviços de borracheiro, polimento e retoque de pintura de carros.

O gerente do estabelecimento comercial foi conduzido à DDSD para prestar esclarecimentos. Técnicos da Cedae estão estimando o tempo que o gato abasteceu o local para calcular o valor da multa.

A operação Gato a Jato é importante, pois combate o furto de água nos estabelecimentos que têm a água como parte fundamental do serviço. Essas irregularidades têm quer ser combatidas porque, além de desabastecerem algumas localidades, causam enormes prejuízos aos cofres da Cedae, disse o presidente da companhia, Wagner Victer, ressaltando que furto de água é crime previsto no Código Penal.

Leia mais sobre: operação

    Leia tudo sobre: operação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG