BRASÍLIA - A queda de energia ontem à noite em parte da Asa Norte, em Brasília, foi provocada pela queima de um banco de baterias da Subestação 3 da Companhia Energética de Brasília (CEB). Segundo a CEB, trata-se da estrutura que sustenta as conexões da transmissão elétrica.

A interrupção no fornecimento de energia ocorreu entre as 18h47 e as 21h50, atingindo os setores de Rádio e Televisão, Bancário e Hoteleiro Norte e as seis primeiras quadras residenciais e comerciais da Asa Norte.

Técnicos da companhia trabalharam até a madrugada de hoje para superar o problema. De acordo com a CEB, a pane foi causada pela ocorrência de chuvas com queda de granizo e de raios. Para os técnicos, o entupimento de bocas de lobo, que transbordaram na Asa Norte, também pode ter contribuído para o problema.

Uma equipe da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) esteve hoje na Subestação 3 para fazer a averiguação das instalações.

De acordo com o diretor de Comercialização da CEB, Carlos Leal, informou que a companhia está investindo anualmente R$ 100 milhões em infraestrutura - nos últimos quatro anos, foram aplicados R$ 400 milhões.

Leal disse que a interrupção do fornecimento de energia ocorrida ontem foi um fato isolado em relação ao apagão de terça feira (16), que foi motivado por defeito em um transformador de linha.

Leal ressaltou que a CEB está trabalhando desde o ano passado na instalação de um sistema de anéis aéreos que vai permitir o fornecimento alternativo por outros ramais da rede de distribuição quando houver qualquer defeito na área do Distrito Federal (DF).

Isso vai demorar alguns anos para ser concluído, pois até agora as instalações só cobriram duas áreas na periferia do DF.

Segundo Carlos Leal, a atual administração encontrou a companhia carente de investimentos, quando assumiu, há quatro anos, pois até então eram aplicados mais recursos em geração e menos em distribuição.

(Agência Brasil)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.