Termina greve dos policiais civis do Ceará

Após parar por duas vezes em 2011 e novamente este ano, a categoria conseguiu reajuste salarial e melhorias nos planos de cargos e carreira

Daniel Aderaldo, iG Ceará |

Os policiais civis do Ceará decidiram na noite de quarta-feira (11) encerrar a greve que já durava sete dias. A categoria aceitou o reajuste salarial de 17% sobre os atuais vencimentos e mais 7% relativo à data-base do servidor público estadual.

Efeitos das greves: Fortaleza entra em pânico e lojas fecham

AE
Soldados do Exército fazem a segurança das delegacias policiais de Fortaleza durante greve
A reunião de negociação entre o comando de greve e o governo do Ceará durou 6 horas. Além do reajuste, a categoria conseguiu a promessa de melhorias nos planos de cargos e carreira. Outro ponto do acordo prevê que os policiais civis que tiveram seus vencimentos descontados trabalhem horas extras para compensarem as faltas. Cerca de 200 inspetores tiveram descontos de até R$ 1 mil reais referente a uma das paralisações .

A Polícia Civil parou no início da semana passada quando o governo do Ceará chegou a um acordo com os policiais militares . Diante do fim de uma greve e o início de outra, as tropas do Exército Brasileiro chamadas para reforçar a segurança no Ceará deixaram de patrulhar as ruas e passaram a fazer a segurança das delegacias. O governador Cid Gomes (PSB) já havia decretado estado de emergência. As tropas permanecem no Estado até que a presidenta da República Dilma Rousseff ordene a desmobilização.

Mesmo com homens do Exército nas delegacias, as autoridades de segurança pública do Estado resolveram transferir os detentos para presídios. Diante disso, a Justiça do Ceará autorizou na segunda-feira (09) a superlotação do sistema carcerário do Estado

    Leia tudo sobre: cearáfortalezagrevepolícia civil

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG