Táxi fica mais caro em Fortaleza a partir desta quinta-feira

Mesmo com o reajuste de 11,7%, entre as capitais brasileiras, o táxi só é mais barato em João Pessoa, Aracaju, Teresina e São Luís

Daniel Aderaldo, iG Ceará |

A partir desta quinta-feira ( 2) está mais caro andar de táxi em Fortaleza. A tabela que não era reajustada há dois anos teve um aumento de 11,7%. A bandeirada inicial de R$ 3,24 passou para R$ 3,62. Mesmo assim, a cidade tem uma das menores tarifas entre as capitais brasileiras. De quarta menor, passou para quinta no ranking onde sai mais em conta dispor desse conforto.

De acordo com a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), a capital cearense conta com uma frota de 4392 veículos cadastrados, sendo 84 especiais - que só atendem no Aeroporto Internacional Pinto Martins - e 40 automóveis acessíveis com adaptações para pessoas idosas ou com algum tipo de deficiência física.

O novo valor da bandeirada de R$ 3,62 foi fixado pela Prefeitura de Fortaleza levou em conta a manutenção dos veículos com peças, pneus, renovação da frota e preço do combustível. O quilômetro rodado também ficou mais caro. Na bandeira 1 agora sai por R$ 1,81 e na bandeira 2 por R$ 2,72.

Quem quiser um taxista à disposição também vai gastar mais. Para cada hora que o taxista fica parado, o usuário tem um desembolso de R$ 18,10 (R$ 4,06 mais caro). As taxas fixas cobradas pelos táxis que partem do Aeroporto Pinto Martins, conforme a região da cidade, também sofreram alterações. Quem for para bairros como Benfica, Castelão e Parangaba paga R$ 18,10. Para Aldeota e Centro, por exemplo, a corrida sai por R$ 27,15. Já para a região hoteleira da cidade, como Praia do Futuro, Meireles e Praia de Iracema, o preço é R$ 36,20.

Com o reajuste, Fortaleza deixa de ter a quarta tarifa mais baixa do País entre as capitais, e passa para quinta. Somente em João Pessoa (PB), Aracaju (SE), Teresina (PI) e São Luís (MA) o usuário paga menos. De acordo com o presidente do Sindicato dos Taxistas do Ceará (Sinditáxi-CE), Vicente de Paulo Oliveira, a categoria queria um reajuste de 25%, mas a Eufor ponderou que isso tornaria o serviço mais caro do que em capitais como São Paulo e Rio de Janeiro.

A idade média da frota dos táxis de Fortaleza é de 3,2 anos. De acordo com a última pesquisa realizada pela Etufor, existem aproximadamente 60 pontos de táxi cadastrados na cidade. A relação entre o número da frota e de habitantes de Fortaleza é de 570 pessoas para cada táxi. Em São Paulo, essa relação é de 345/1. No estado vizinho Pernambuco, na capital Recife, a relação é 792/1.

Conforme Vicente, um taxista em Fortaleza faz, em média, 15 corridas por dia. No sistema de rádio 24 horas, o mesmo veículo chega a atender mais de 20 chamadas. “Muitas vezes nós deixamos de atender clientes”. Segundo ele, isso acontece ou porque o número de solicitações é maior que a frota ou porque o deslocamento torna-se lento por conta do trânsito intenso da capital.

Fortaleza possui 2,5 milhões de habitantes. Cerca de 1,2 milhões utilizam ônibus ou o transporte complementar feito por vans. O preço da passagem é R$ 2,00. De segunda a sábado, das 9 às 10h e das 15 às 16h, o preço da passagem cai para R$ 1,80 (inteira) e R$ 0,90 (meia) para os portadores de vale-transporte eletrônico e carteira estudantil com crédito. É a chamada Hora Social. A meia passagem estudantil é Ilimitada.

    Leia tudo sobre: taxifortaleza

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG