Sobral, no interior do Ceará, vai ter fiação subterrânea

Cidade vai ser pioneira no Estado. Objetivo é fazer com que centro histórico volte a ter a aparência da época em que foi erguido

Daniel Aderaldo, iG Ceará |

Blog http://edilson.expressodonorte.com/
Centro de Sobral vai ficar livre da fiação elétrica: aparência de século 19
O município de Sobral, a 232 quilômetros de Fortaleza, terá a vista das fachadas de seus prédios históricos livres de fios e postes da rede elétrica e telefônica, a exemplo de como eram no século no século 19. A fiação do centro histórico da cidade vai ser subterrânea.

Leia também: Sobral rejeita Torres Gêmeas, mas aprova Muro das Lamentações

A obra começou pela rede elétrica. Dutos e caixas vão para longe dos olhos e os postes de iluminação pública serão ornamentais. Em torno de 27 hectares tombados pelo patrimônio histórico nacional serão contemplados. O projeto abrange 35 ruas que abrigam prédios que contam a história da região Norte do Estado, como igrejas, casarões, praças, o museu Dom José e o Museu do Eclipse.

Retirar a fiação aparente de uma cidade é uma solução urbanística cara. Somente a primeira etapa – que consiste na retirada dos fios de eletricidade - vai custar R$ 3,5 milhões. Depois, com a internalização das redes telefônica e de dados, ao todo, o investimento será de R$ 12,5 milhões. A previsão é que as obras durem um ano e meio.

A iniciativa é inédita no Ceará, mas em São Paulo a avenida Paulista já tem seus fios enterrados. Em Londres, fios elétricos e cabos telefônicos seguem o exemplo mais comum das tubulações de água, esgoto e gás, que ficam debaixo da terra.

O projeto faz parte do Programa Monumenta - Cidades Históricas, desenvolvido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Em Sobral, tem parceria do governo do Ceará e prefeitura. Sobral é a terra do governador do Ceará, Cid Gomes (PSB). Cid foi prefeito da cidade. O atual prefeito, Clodoveu Arruda (PT), é sua cria política. Veveu, como é conhecido, foi superintendente do Iphan no Ceará em 2009.

    Leia tudo sobre: sobralcentro histórico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG