Sobe para 22 o número de pessoas com gripe A no Ceará

Em Pedra Branca, onde o surto começou, estão 18 pacientes; ninguém está em estado grave

Daniel Aderaldo, iG Ceará |

Subiu para 22 o número de pessoas infectadas pela gripe A (vírus H1N1) em municípios do Sertão Central cearense. Em Pedra Branca, a 258 quilômetros de Fortaleza, onde o surto começou, estão 18 pacientes. Os outros quatro casos estão em Quixadá e Boa Viagem – dois em cada município. Entretanto, nenhum paciente desenvolveu a forma mais grave da doença.

De acordo com o boletim da Secretaria de Saúde do Estado do Ceará (Sesa), nenhum dos casos evoluiu para a forma grave da doença e a cada dia diminui o número de pacientes que procuram as unidades de saúde com sintomas da gripe A – febre, tosse e dor de garanta.

Cidade do Ceará registra mais dois casos de gripe suína

A Sesa pondera ainda que após ser definida a fase a pós-pandêmica da gripe A pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em agosto de 2010, o vírus continua a circular no mundo, com diferente intensidade em vários países e pode ter se tornado mais um vírus de influenza de comportamento sazonal.

Ao todo, já foram notificados 759 casos suspeitos do vírus em Pedra Branca e 60 em 11 municípios da região. A Sesa afirma que tanto os casos confirmados como os suspeitos estão relacionados com o local onde o surto começou.

Saiba mais: O que é a influenza H1N1 (gripe suína), seus sintomas e o tratamento

Na última semana de novembro, o Hospital Municipal de Pedra Branca atendeu 51 estudantes e um professor da Escola Estadual de Educação Profissional (EEEP) Antônio Rodrigues de Oliveira e mais 20 pessoas que tiveram contato com os alunos. A Sesa suspeita que o vírus foi levado do Estado de São Paulo para Pedra Branca. O contato pode ter acontecido em Ribeirão Preto, onde cinco casos graves da doença foram confirmados este ano.

Pedra Branca tem 43 mil habitantes. Em 2011, antes do surto, 17 mil moradores da cidade receberam a vacina do governo contra gripe. Após a confirmação da presença do vírus da gripe A na cidade, mais 6.590 pessoas foram vacinadas, entre crianças, trabalhadores da saúde, gestantes, indígenas e idosos.

    Leia tudo sobre: gripe AH1N1

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG