No Ceará, atores de sunga e atrizes de biquíni foram usados para criticar "indecência" dos banqueiros

Os bancários em greve do Ceará encontraram uma maneira curiosa para protestar contra os banqueiros. Enquanto os fortalezenses tiveram de enfrentar, com as roupas de sempre, a temperatura de 30° que fez durante a tarde desta sexta-feira (7), cinco “privilegiados” desfilaram seminus em um caminhão pelas ruas da cidade. Segundo o sindicato da categoria, os manifestantes simbolizam a “indecência” dos banqueiros.

Bancários criticam
Drawlio Joca/Divulgação
Bancários criticam "indecência" dos banqueiros durante greve do Ceará
O sindicato dos bancários do Ceará passeou com os atores trajando apenas as roupas de baixo por vários pontos da cidade. O ato simbólico chamou a atenção da população que, mesmo sob sol forte, resolveu parar para escutar o que diziam os grevistas.

Uma das atrizes cobria os seios apenas com os adesivos de cor laranja distribuídos pelos manifestantes com os dizeres “bancários em greve”. As duas outras atrizes foram mais conservadoras e usaram calcinha e sutiã. O homem do grupo estava com uma sunga de praia.

Durante o protesto, os sindicalistas reclamavam que estavam “despidos” de seus direitos e salários.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.