Religião, rock e axé devem reunir 1,5 milhão de pessoas em Fortaleza

Eventos começam a partir desta quarta-feira em diferentes pontos da capital do Ceará e vão até o final do mês

Daniel Aderaldo, iG Ceará |

A concorrência entre diferentes "tribos" fazem as duas últimas semanas das férias do mês de julho de Fortaleza as mais animadas do ano na cidade - e também as mais diversificadas. A partir desta quarta-feira (20), rock pesado, trios elétricos e um evento musical católico vão reunir, em conjunto, 1,5 milhão de pessoas em pontos diferentes da cidade. 

Nesta quarta-feira (20) começa a 14ª edição do Halleluya, um festival de música católica que promete reunir 900 mil pessoas. Neste ano, a programação traz 40 atrações e segue até domingo (24). Os artistas se apresentarão em 60 mil metros quadrados de arena de shows e espaços temáticos do Condomínio Espiritual Uirapuru (CEU).

Divulgação
Vista aérea do Halleluya de 2010: evento deve reunir 900 mil pessoas neste ano
Na quinta-feira (21), o já tradicional Fortal completará 20 anos. Durante quatro dias, cerca de 40 atrações locais e nacionais vão passar pela Cidade Fortal, estrutura montada para a maior micareta indoor do País, em uma área isolada da Praia do Futuro. São 350 mil m² de área que, no ano passado, recebeu mais de 600 mil pessoas, ao todo. O evento é popular entre os fortalezenses, mas também atrai turistas de todo Brasil.

No mesmo dia, o Forcaos, um dos maiores festivais de rock do Nordeste, inicia sua 13ª edição. Este ano, o evento acontece durante três dias, simultaneamente, no Centro Cultural Banco do Nordeste (CCBNB) e no Centro no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. São 25 bandas para animar um público estimado de dez mil pessoas.

Concorrência

Antes da década de 1990, a cidade não possuía nenhum festival fixo do tipo. Em 1991, surgiu o Fortal. A micareta passou a ser a única opção do fortalezense e reinou soberana até 1997.

Preocupada com o destino dos fiéis nesse período, uma comunidade católica resolveu criar sua própria “folia”. Daí surgiu o Halleluya. “A gente não quer concorrer com ninguém. O que a gente oferece é uma opção de um evento que é para a família e tem espaço para crianças. Você pode experimentar uma alegria, uma felicidade, sem o consumo do álcool”, afirma Vanderlucio Souza, da organização do evento.

“O Fortal começou em Fortaleza e parava a cidade. Ou você se enquadrava no evento ou viajava. O nosso festival de rock surgiu como uma alternativa a isso”, explica o músico Amaudson Ximenes, um dos organizadores do Forcaos

Com o pessoal do Forcaos aconteceu algo parecido. “O Fortal começou em Fortaleza e parava a cidade. Ou você se enquadrava no evento ou viajava. O nosso festival de rock surgiu como uma alternativa a isso”, explica o músico Amaudson Ximenes, um dos organizadores do Forcaos, desde 1999.

Segurança

Segundo a Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), mais de 1,6 mil policiais civis e militares vão trabalhar para garantir a segurança do Fortal 2011 e do Halleluya. Só para o Fortal, a Polícia Militar atuará com efetivo de 1.437 policiais. Serão 12 viaturas e 42 motopatrulhas. O entorno da festa será patrulhado por nove policiais a cavalo e por 12 com cães. Marcado pela tranquilidade, o Halleluya receberá atenção menor. Já estão trabalhando no local 22 homens do Corpo de Bombeiros e 44 PMs.

Trânsito

Durante os quatro dias do Fortal, a Autarquia Municipal de Trânsito (AMC) vai realizar operação de apoio para organizar a chegada e saída dos foliões. Um esquema especial de bloqueios e de fiscalização foi montado no entorno da Cidade Fortal. A AMC disponibilizará 10 viaturas, 10 motos e 120 agentes de trânsito para cada dia de operação.

Já para o Halleluya, a AMC disponibilizará um efetivo de 60 agentes, 6 motos e 4 viaturas por dia de evento. O objetivo principal da operação é controlar os acessos aos portões de entrada, disciplinar o estacionamento no entorno do CEU e auxiliar a travessia dos pedestres na avenida Alberto Craveiro.

    Leia tudo sobre: HalleluyaFortalForcaosFortalezaCeará

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG