No Ceará, policiais usam viatura para dormir e como motel

Veículos novos comprados pelo governo do Estado foram usados como "casa" pelos PMs

Daniel Aderaldo, iG Ceará |

Picapes de cabine dupla modelo Hilux SW4 com ar condicionado e câmbio automático, no valor estimado de R$ 150 mil cada. As modernas e luxuosas viaturas utilizadas pela Polícia Militar do Ceará (PMCE) desde 2007 deveriam estar exclusivamente a serviço da segurança da população cearense. Deveriam. É que alguns policiais estão usando o conforto dos veículos para outros fins.

Divulgação
Policiais flagrados dentro da viatura: carro servia de motel para eles
Nesta sexta, 8, dois policiais da 1ª Companhia do 6º Batalhão da capital Fortaleza foram punidos por transgressão disciplinar. Um subtentente e um soldado vão passar dez dias recolhidos no quartel. O motivo: ano passado eles foram fotografados ao lado de mulheres trocando abraços e beijos dentro dos veículos.

A prisão disciplinar de dez dias saiu barato para os dois se comparada a outro caso. Na última semana de março, três policiais do Batalhão de Policiamento Comunitário (BpCom), conhecido como Ronda do Quarteirão, foram expulsos da corporação por terem sido flagrados por uma tenente que faz a fiscalização das rondas dormindo dentro de uma viatura, em outubro do ano passado.

Agora o caso mais grave. Este envolve três policiais, também do Ronda, que fizeram o veículo de motel junto com duas garotas no interior de uma das viaturas. O sistema de videomonitoramento do carro gravou tudo.

Os três deram carona para as duas jovens na viatura, na madrugada do dia 20 de novembro de 2010, na área da 6ª Companhia do 5º Batalhão, do Antônio Bezerra. As imagens captadas pelo sistema de videomonitoramento mostram momentos em que um dos PMs toca os seios das duas garotas.

Na época, os policiais ficaram apenas cinco dias recolhidos no quartel da BPCom. Foi aberto um procedimento administrativo para apurar o caso. As investigações já foram concluídas, mas ninguém foi punido até agora.

Segundo a assessoria de comunicação da PM, a deliberação do conselho formado por três oficiais foi concluída em 31 de março e encaminhada ao comandante geral da PMCE, coronel Werisleik Matias, pedindo a expulsão dos envolvidos. O comandante ainda não decidiu se vai acatar.

Gastos

O programa Ronda do Quarteirão é uma das principais marcas do governo Cid Gomes (PSB). Quando implantou o programa, em 2007, no primeiro mandato, o governador enfrentou críticas sobre a necessidade de veículos de luxo, como a Hilux, para controle da segurança pública.

A polêmica se agravou quando os motoristas começaram a provocar colisões nas vias públicas. Em 2010, passou de 100 o número de acidentes (um recorde para o Estado) envolvendo as viaturas do modelo Hilux. Começou-se então os questionamento sobre a adequação desse tipo de carro para realizar perseguições, e a própria perícia dos motoristas foi posta em dúvida.

Os inúmeros acidentes fizeram a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) proibir as viaturas do BPCom de trafegarem em área urbana com velocidade superior 50 km/h.

A manutenção dos carros trouxe a baila uma nova polêmica. Conforme extrato de contrato publicado no Diário Oficial, a revisão anual das viaturas gera com uma despesa de aproximadamente R$ 28 mil por carro.

Sono e despreparo

Para o presidente da Associação dos Praças da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, Pedro Queiroz, os números e a natureza das ocorrências refletem o despreparo dos policiais que estão ingressando nos quadros da corporação nos últimos anos.

“Eles não tiveram uma formação à altura que a população precisa. Esses meninos não tinham ainda capacidade suficiente para compreender a postura que o policial deve ter na rua”, justifica o presidente da associação. Para os dorminhocos, Pedro Queiroz reserva outra desculpa. Segundo ele, a jornada de trabalho é extenuante.

Na decisão sobre a punição dos dois policiais fotografados abraçando e beijando garotas durante o serviço, o comandante-geral da PMCE, coronel Werisleik Matias, de certa forma reconhece o que afirma o presidente da associação. Para ele, a falha dos PMs em questão demonstra “falta de profissionalismo, indisciplina e incorreção de atitudes, ao permitirem serem fotografados ao lado de mulheres em poses que evidenciam intimidade”.

A reportagem do iG tentou diversas vezes ouvir o comandante da PMCE sobre o assunto. A assessoria do coronel, contudo, sempre justificou que a agenda dele estava cheia.

    Leia tudo sobre: CearáPolícia MilitarHiluxFortaleza

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG