Mulher dá sonífero a guardas e liberta estelionatário no Ceará

Homens que estavam de plantão dizem que foram enganados pela companheira do preso. Polícia investiga facilitação de fuga

Daniel Aderaldo, iG Ceará |

Um preso acusado de estelionato fugiu na noite da última sexta, 25, de uma das celas da Delegacia de Defraudações e Falsificações, na sede da Superintendência da Polícia Civil do Ceará, em Fortaleza, com ajuda da mulher, Francisca Naline Queiroz Paula.

Segundo os policiais que estavam de plantão, ela teria dopado dois guardas. Quando os dois dormiram, ela pegou as chaves, abriu a cela e libertou o companheiro. Francisco Edvânio Alves Ferreira, 31, saiu pela porta de frente da cadeia.

Segundo a polícia, ela foi à delegacia com a desculpa de levar o jantar do companheiro e ofereceu suco aos funcionários que faziam a segurança do local. A bebida, conforme a versão do policial responsável, devia conter algum entorpecente que fez ele e o porteiro dormirem.

De acordo com o titular da Delegacia de Defraudações e Falsificações, Jaime de Paula Pessoa, havia mais dez presos na mesma carceragem, mas só Francisco Edvânio escapou.

Depois das 19 horas, só é permitido a entrada de pessoas no prédio com autorização. O delegado trabalha com a possibilidade de ter havido facilitação de fuga. “Não podemos descartar nenhuma suspeita. Vamos apurar também a conduta dos policiais”, disse ele. 

Um inquérito foi aberto para apurar o caso. Francisca Naline será acusada de facilitação de fuga de preso, artigo 351.

Estelionatário

Edvânio foi preso em flagrante há dois meses, quando tentava aplicar um golpe conhecido como "conto do bilhete premiado".

O esquema funcionava assim: ele abordava a vítima - geralmente um idoso - contando que tinha um bilhete premiado, mas que o valor não sairia imediatamente. Depois, oferecia a cartela à venda, por um preço. A vítima comprava o sorteio certa de que iria ficar com o prêmio. O estelionatário fugia com o dinheiro, antes que a farsa fosse descoberta.

    Leia tudo sobre: CearáFortalezaestelionato

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG