Grávida morre vítima de gripe A no Ceará

Uma outra grávida que tem a doença está internada em estado grave em Fortaleza, mas responde ao tratamento

Agência Brasil |

A Secretaria de Saúde do Ceará confirmou a morte de uma gestante que, na semana passada, recebeu o diagnóstico de gripe A (vírus H1N1) . A vítima estava grávida de 25 semanas quando deu entrada na Maternidade-Escola Assis Chateubriand, em Fortaleza. O bebê morreu ainda no ventre da mãe e antes que ela conseguisse chegar à unidade de saúde, em razão de uma parada cardiorrespiratória sofrida pela gestante.

Leia também: Sem gravidade, gripe A se espalha pelo interior do Ceará
Saiba mais: O que é a influenza H1N1 (gripe suína), seus sintomas e o tratamento

A secretaria informou ainda que a outra mulher que tem a doença permanece internada em estado grave, mas responde ao tratamento. Ela deu entrada na maternidade na 33ª semana de gestação. O bebê nasceu com pouco mais de 2 quilos, por meio de cesariana, e está internado na unidade de terapia intensiva (UTI), mas sem risco de morte.

Em entrevista à Agência Brasil, o coordenador de Promoção e Proteção à Saúde, ligado à secretaria estadual, Manoel Fonseca, explicou que é comum que os estados das regiões Norte e Nordeste registrem casos de gripe nesta época, em razão do período chuvoso, da mesma forma que as notificações sobem no período de frio intenso registrado no Sul e Sudeste. Em ambos os casos, as pessoas tendem a se aglomerar, facilitando a contaminação. .

    Leia tudo sobre: gripe agrávidaFortaleza

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG