Garoto leva tiro da irmã em casa e morre no Ceará

O menino tinha 12 anos. A irmã, de 16 anos, contou à polícia que eles estavam “brincando” e que o disparo foi acidental

Daniel Aderaldo, iG Ceará |

Redropução / Google Maps
Cidade de Itapipoca, distante 135 quilômetros de Fortaleza
Um menino de 12 anos foi morto com um tiro de espingarda disparado pela própria irmã de 16 anos, na quinta-feira (8), no município de Itapipoca, distante 135 quilômetros de Fortaleza. A jovem contou à polícia que o tiro foi acidental. A arma pertencia ao companheiro dela, que foi preso.

De acordo com a polícia, o disparo acidental teria acontecido quando os irmãos estavam sozinhos em casa e brincavam com duas espingardas do tipo “socadeira” deixadas por Ernandi Miranda de Pereira, de 28 anos, companheiro da adolescente. O tiro atingiu a boca do menino. Ele morreu na hora.

O agricultor está preso por porte ilegal de arma. A jovem que fez o disparo foi detida, mas liberada logo após prestar depoimento na delegacia de Itapipoca.

A espingarda do tipo “socadeira” é uma arma de fogo comumente encontrada no interior do Nordeste. Ela é usada pela população para a caça de pequenos animais e aves, mas exige porte legal. A munição dela é à base de pólvora e bolinhas de chumbo. Mesmo se tratando de uma arma rústica, um tiro à queima-roupa é capaz de provocar ferimentos graves, como o que tirou a vida do garoto.

    Leia tudo sobre: tiro acidentalmenino morreirmãitapipoca

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG