Deputado do Ceará nega fraude em construção de banheiro público

Teodorico Menezes, conselheiro afastado do TCE do Ceará, é pai de Teo Menezes (PSDB). Ele é suspeito de comandar grupo que desviou dinheiro público

Daniel Aderaldo, iG Ceará |

O deputado estadual do Ceará Teo Menezes (PSDB) se defendeu nesta quinta-feira (4) da suspeita de ter recebido doações irregulares para sua campanha. O pai dele, Teodorico Menezes, foi afastado das funções de presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE) após denúncias de que associações presididas por um de seus filhos, esposa e assessores teriam desviado dinheiro público que deveria ser usado para construir banheiros para comunidades carentes. Todos os envolvidos nas denúncias fizeram doações em dinheiro para a campanha do deputado.

Leia também: Justiça suspende pensão de conselheiro de Tribunal de Contas

Teo Menezes, deputado no terceiro mandato, disse que não deixará “desacreditarem” sua conduta “sem provas concretas”. Segundo ele, as acusações são “inverídicas”e um “amontoado de mentiras”.

Arquivo pessoal
O deputado Teo Menezes e seu pai, Teodorico Menezes, conselheiro do Tribunal de Contas do Ceará
“Não sou homem de trabalhar nos bastidores, na surdina, em esquemas e falcatruas. Minha trajetória política é prova disso”, declarou. Para Teo, adversários estão querendo aproveitar as suspeitas que respingam sobre seu pai para “crucificá-lo publicamente”.

A Assembleia Legislativa do Ceará estava de recesso parlamentar quando as denúncias vieram à tona. Os envolvidos evitaram dar declarações públicas sobre o caso. Agora, com o retorno das atividades no parlamento, Teo foi à tribuna para se defender. Ele reservou 30 minutos para se explicar, mas usou apenas sete. No restante do tempo, os deputados saíram em defesa do colega. “O candidato não tem obrigação de se certificar sobre a origem do dinheiro que é doado para a campanha. A legislação na prevê isso” justificou o deputado Tin Gomes (PSB).

Denúncias

Uma associação do município de Pindoretama recebeu R$ 400 mil do Governo do Ceará para a construção de 200 kits sanitários, que nunca ficaram prontos. A presidenta da associação, Renata Pinheiro Guerra, ocupava cargo comissionado no TCE e responde a um processo na Justiça Eleitoral por ter feito uma doação acima do permitido para a campanha eleitoral de Teo Menezes.

Antonísia de Menezes, esposa de Teodorico, presidiu uma associação no município de Pacajus que também foi contratada para a construção de 200 kits sanitários no valor de R$ 300 mil. Em 2010, foi a vez do filho Thiago Menezes presidir a entidade e receber R$ 400 mil. Uma assessor de Teodorico presidia uma associação que, por 200 banheiros, recebeu R$ 400 mil. Teo Menezes recebeu doações em espécie de todos os envolvidos.

O candidato não tem obrigação de se certificar sobre a origem do dinheiro que é doado para a campanha. A legislação na prevê isso” defendeu o deputado Tin Gomes (PSB)

CPI

O deputado Heitor Férrer (PDT) tenta emplacar uma CPI na Assembleia para investigar o caso dos banheiros. Ele precisa de pelo menos doze assinaturas, mas só conseguiu seis até agora.

O pedetista acredita que haja um esquema de favorecimento entre governo do Ceará e TCE, possibilitando a liberação dos recursos para a construção dos banheiros, que teriam sido desviados. Para ele, o então presidente do TCE, conselheiro Teodorico Menezes, foi “agradável” ao governador do Ceará Cid Gomes (PSB), ao arquivar denúncias de corrupção endereçadas ao TCE. Em troca, o governo teria liberado recursos para os banheiros. Os dois negam as suspeitas.

O TCE é um órgão auxiliar da Assembleia Legislativa responsável por julgar as contas e fiscalizar os contratos do Poder Executivo. A indicação dos conselheiros obedecem critérios políticos. Teodorico Menezes foi indicado ao TCE em 1999 pelo então governador Tasso Jereissati (PSDB). Ele foi eleito para a presidência da Corte em 2010 e cumpriria mandato até o fim de 2011.

Teo Menezes, apesar de ser do PSDB, partido de oposição ao governo de Cid Gomes, comporta-se como governista.

    Leia tudo sobre: teo menezesTeodorico MenezesCeará

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG