Agricultor é acusado de abusar de 12 crianças e foge

Segundo a polícia do Ceará, ele atraia as crianças com brinquedos e doces, as dopava com sonífero e depois as estuprava

Daniel Aderaldo, iG Ceará |

Um homem acusado de abusar de 12 crianças em Pindoretama, região metropolitana de Fortaleza, está foragido. A Justiça do Ceará expediu um mandado de prisão contra o agricultor Francisco de Assis Alves, de 57 anos, no dia 8 de agosto. Segundo as investigações, ele atraia as crianças com doce e dinheiro, dopava com sonífero e molestava as vítimas.

Francisco de Assis foi descoberto pela avó de uma das crianças que teria sido abusada. Ela disse à polícia que presenciou o momento em que o acusado molestou a neta. A avó contou na delegacia que desconfiou do fato de a neta sempre chegar em casa em uma bicicleta rosa, emprestada pelo agricultor. Ela pediu que a menina devolvesse a bicicleta, acompanhou e observou a criança escondida quando flagrou Francisco de Assis se masturbar com uma mão na frente da criança e oferecer dinheiro a ela com a outra.

A criança contou à avó que aquela era uma prática comum. Uma vizinha relatou que seu filho também utilizava a bicicleta rosa e chegava em casa com sinais de que teria sido abusado. Segundo a delegada que está conduzindo o inquérito, Ana Cristina Lima, quando a denúncia veio à tona, várias mães procuraram a delegacia para apresentar queixa semelhante contra o acusado. Os exames de corpo de delito confirmaram que as crianças foram estupradas.

A delegada disse que Francisco de Assis Alves era um homem respeitado em Pindoretama, por isso ninguém suspeitava dele. "Era trabalhador e frequentava a Igreja Assembleia de Deus”, contou. O agricultor fugiu após ser denunciado e a população depredou a casa onde ele vivia.

    Leia tudo sobre: cearáfortalezapindoretama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG