Iate de luxo que buscaria turistas no Caribe é assaltado em praia de Fortaleza

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Segundo a polícia, criminosos chegaram até embarcação a nado e, fortemente armados, renderam a tripulação para roubar dinheiro e equipamentos eletrônicos

Agência Estado

O iate de luxo Atlantis, de Ubatuba, no litoral de São Paulo, que partiu do Porto de Santos com destino ao Caribe para buscar turistas brasileiros, foi assaltado, na madrugada desta segunda-feira, na Praia do Mucuripe, em Fortaleza. A ocorrência chamou a atenção das autoridades de segurança do Ceará pela ousadia dos assaltantes.

Leia também: Piratas atacam barco no Amazonas e roubam até roupa de passageiros

A Polícia Federal (PF), por meio de seu Núcleo Especial de Polícia Marítima, foi acionada para investigar a ação da quadrilha composta por 12 homens, que levou dos seis tripulantes do iate US$ 5 mil em dinheiro, um montante avaliado em R$ 100 mil entre aparelhos eletrônicos (tablets e telefones celulares) e causou prejuízo em avarias à embarcação de cerca de R$ 20 mil.

O iate fazia uma parada técnica em Fortaleza para reparos mecânicos quando foi surpreendido pelos assaltantes. Um grupo invadiu a embarcação durante a madrugada e iniciou o assalto. Na ação, três tripulantes, que faziam a segurança da embarcação, foram inicialmente rendidos. Os outros três tripulantes saíram em defesa dos companheiros e foram amarrados pela quadrilha, tendo todos ferimentos leves.

A maior parte do grupo (dez) chegou ao iate, segundo as primeiras informações levantadas pela Polícia Marítima, a nado. Eles percorreram cerca de mil metros, nadando da praia até o iate. Depois do assalto eles fugiram numa lancha, que estava sendo pilotada por outros dois comparsas e aguardava nas proximidades o fim da ação dos ladrões para começar a fuga.

A ousadia dos assaltantes levanta a suspeita da PF que eles sejam ladrões "piratas" internacionais e que vinham monitorando o iate desde a saída de São Paulo.

O iate Atlantis passou por uma perícia da PF durante todo esta segunda-feira. Os peritos federais identificaram sangue dos assaltantes, que chegaram a travar luta com a tripulação. Será com base no exame de DNA por meio do sangue colhido que a Polícia Marítima da PF espera encontrar os assaltantes.

A Capitania dos Portos do Ceará orientou o comandante do iate, capitão Edson Quaglio, a transferir a embarcação das proximidades do Mercado do Peixe, no Mucuripe, onde aconteceu o assalto, para um pier particular (Hotel Marina Park).

Em depoimento à PF, Quaglio revelou que a quadrilha estava fortemente armada com revólveres, pistolas e escopetas. "Eles travaram uma discussão dentro do iate com nossa tripulação, mas felizmente ninguém saiu ferido gravemente", disse o comandante à PF. Não há previsão de quando o iate seguirá viagem para o Caribe.

Leia tudo sobre: iatefortalezaassalto

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas