CD traz anônimos tocando em piano em estação de trem

Eles simplesmente obedecem à frase escrita nos pianos espalhados pelas estações da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM): ¿Toque-me sou teu.¿ Desde que o projeto começou, em outubro, centenas de pessoas já sentaram nos banquinhos.

Agência Estado |

São músicos profissionais, amadores ou simplesmente curiosos que passam, veem o instrumento desocupado e se sentam para se divertir, atrair a atenção de quem passa e tornar o ambiente mais agradável.

Enquanto a maioria faz isso ocasionalmente, um grupo de sete pessoas repete a ação sempre que passa por uma das duas estações com piano - Luz e Santo Amaro. O resultado é que eles foram escolhidos para gravar um CD e realizar uma apresentação, hoje, nas comemorações do 17º aniversário da companhia. O álbum vai ser lançado e distribuído para os usuários às 17 horas, na Estação da Luz, local onde o piano foi mais utilizado. A diferença de idade do grupo - entre 9 e 31 anos - e de origem social proporcionou uma variedade de estilos tocados, de acordo com a realidade de cada um.

Entre os escolhidos há frequentadores de conservatórios musicais e músicos autodidatas, que aprendem as músicas de ouvido. Por isso, o CD traz obras clássicas, pop/rock e MPB. A estudante Larissa Leandro Kelis, de 11 anos, começou a ter aulas particulares de piano no ano passado e, pelo menos uma vez por semana, ela passa pela Estação da Luz com os pais e o irmão e interrompe o passeio para tocar. O ajudante de cozinha Manuel Messias de Jesus Figueiredo, de 31, conta que aprendeu os primeiros acordes com amigos e aperfeiçoou a técnica por conta própria. Já chegou a tocar em bares à noite, mas atualmente só exercita na casa de amigos e na Luz, que fica perto de sua casa.

Já Carlos Alberto Dias da Cruz, de 28 anos, é um dos poucos músicos profissionais, que sobrevive tocando em igrejas, casamentos e dando aulas. Sua família é formada por músicos - seu pai foi regente de banda, o irmão é guitarrista e os tios, violonistas. Canções de filmes e músicas pop são as escolhidas por ele para tocar na Estação da Luz. De acordo com a CPTM, centenas de pessoas já tocaram os pianos. Esse é um projeto que deu certo, tanto que sempre que alguém toca atrai muita gente. Agora, o piano de Santo Amaro vai circular para chegar a outras estações, diz o presidente da companhia, Sérgio Avelleda.

    Leia tudo sobre: música

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG