CCR diz que manterá cobrança de pedágio no Rodoanel

A concessionária de rodovias CCR informou hoje que vai manter a cobrança de pedágio em todas as praças do trecho oeste do Rodoanel Mário Covas, na região metropolitana de São Paulo, apesar da decisão do juiz Rômolo Russo Júnior, da 5ª Vara de Fazenda Pública, que suspendeu a cobrança em decisão proferida na última sexta-feira e que deve ser publicada amanhã no Diário Oficial do Estado de São Paulo. O juiz considerou ilegal a cobrança de pedágio em distância inferior a 35 quilômetros do marco zero da capital paulista (Praça da Sé).

Agência Estado |

A ação popular foi movida contra o Estado, a Artesp, a CCR e a Encalso Construções. Em sua decisão, o juiz determinou que a Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp) fiscalize a suspensão da cobrança. Em caso de desobediência à ordem do juiz, haverá cobrança de multa de R$ 50 mil por dia de descumprimento.

Em comunicado, a CCR afirma que a manutenção da cobrança tem como base a orientação da Artesp, baseada numa decisão do Tribunal de Justiça (TJ) de São Paulo de 9 de janeiro deste ano, que suspendeu uma liminar que tinha interrompido a cobrança no trecho oeste do Rodoanel. Essa liminar foi concedida pelo mesmo juiz Rômolo Russo Júnior. Conforme a concessionária, até que ocorra uma decisão definitiva de mérito sobre a questão, a cobrança está mantida.

"A concessionária informa que, com base em orientação da Artesp amparada por manifestação da Procuradoria Geral do Estado, que, nos termos do artigo 4º, parágrafo 9º, da Lei 8437/92, a decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo proferida em 9 de janeiro de 2009, em face de pedido de Suspensão de Execução de Liminar proposto pela Procuradoria Geral do Estado, suspendeu a liminar que tinha interrompido a cobrança de pedágio no trecho oeste do Rodoanel, até o trânsito em julgado da eventual decisão, pelo que, até que haja decisão definitiva de mérito, sem possibilidade de novo recurso judicial, a decisão do Tribunal de Justiça deve prevalecer, mantendo-se a cobrança de pedágio em todas as praças do Trecho Oeste do Rodoanel Mário Covas", divulgou a CCR.

"Desde que a Concessionária RodoAnel, empresa do Grupo CCR, assumiu a gestão do trecho oeste do Rodoanel Mario Covas, em junho de 2008, vem cumprindo todas as obrigações e normas do contrato de concessão. Os usuários do rodoanel contam com serviço de atendimento e informação, o SOS Usuário, equipe de atendimento médico e mecânico totalmente integrados ao Centro de Controle Operacional (CCO)", complementou.

A CCR acrescentou na nota que "vem efetuando rigorosamente em dia os pagamentos das parcelas da outorga fixa pela concessão, totalizando R$ 1,225 bilhão até junho de 2009, de um total de R$ 2 bilhões, que está viabilizando a construção do trecho sul do Rodoanel Mario Covas".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG