BRASÍLIA - A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira projeto de lei que proíbe a comercialização de tintas em aerossol para pessoas com menos de 18 anos. O texto que veio da Câmara não foi alterado na comissão e agora será apreciado em plenário.

De acordo com o projeto, as tintas em spray só poderão ser vendidas a maiores de 18 anos mediante apresentação de documento de identidade. Além disso, toda nota fiscal emitida deve ter a identificação do comprador. O projeto prevê ainda a obrigatoriedade da inscrição nos vasilhames das frases Pixação é crime e Proibida a venda a menores de 18 anos.

O comerciante que for flagrado vendendo tintas em spray a menores de 18 anos serão enquadrados na Lei de Crimes Ambientais, que estabelece penas que vão desde advertência até apreensão ou destruição dos produtos usados na infração e suspensão parcial ou total das atividades do estabelecimento.

A reunião da CCJ é acompanhada por vários vereadores, que defendem a votação ainda nesta quarta-feira da proposta de emenda à Constituição que fixa o limite máximo de despesas das câmaras municipais. A matéria está na pauta da comissão, mas não há consenso sobre o texto.

Leia maqis sobre: CCJ

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.