CCJ do Senado aprova divulgação de gastos de órgãos públicos na internet

BRASÍLIA - A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou projeto que autoriza diversos órgãos a divulgarem pela internet os gastos públicos feitos por seus agentes no exercício da função. Pela proposta, as mesas diretoras da Câmara e do Senado, o presidente da República, o Conselho Nacional de Justiça e o Conselho Nacional do Ministério Público divulgarão os gastos das verbas indenizatórias das despesas feitas no exercício da função.

Agência Brasil |

A proposta, do senador Expedito Júnior (PR-RO), também inclui gastos com cartão corporativo.

O projeto tem como escopo enfrentar uma das questões cruciais do funcionamento do poder público: a falta de transparência dos gastos, disse o parlamentar. Hoje, lembrou ele, a divulgação desses gastos é feita de maneira esporádica.

A CCJ também aprovou projeto que garante às vítimas de crimes e às testemunhas novas formas de proteção. Entre elas, estão o direito de não depor na presença do acusado ou de familiares ou amigos dele e o direito de depor encapuzadas ou usando microfone com modificador de voz.

Por serem terminativos, os dois projetos seguem agora para análise na Câmara dos Deputados.

    Leia tudo sobre: ccj

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG